jusbrasil.com.br
17 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    “A advocacia tem uma participação histórica na formação do país”, afirma vice-presidente da OAB/SE

    OAB - Sergipe
    Publicado por OAB - Sergipe
    há 2 meses

    Em uma palestra realizada na Universidade Tiradentes, o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, Inácio José Krauss, defendeu nesta sexta-feira, 11, a imprescindibilidade da classe, voz constitucional dos cidadãos, para a formação do país.

    No dia da advocacia, Inácio afirmou que o múnus público da profissão deve ser exercido sob os princípios da sabedoria, lealdade e coragem. Para ele, é através desses preceitos que há a manutenção do Estado Democrático de Direito e a busca concretizada pela justiça social.

    “A advocacia é muito além de advogar. Nós, advogados e advogadas, temos uma participação histórica na formação do país. A advocacia sempre esteve à frente de todos os fatos históricos do Brasil. A nossa classe lutou veemente contra as baionetas da ditadura”, relembrou Inácio.

    Para o vice-presidente, “hoje, em tempos difíceis de uma ditadura velada, na qual aprovam-se reformas sem qualquer consulta, debate ou participação popular, a advocacia tem o dever de continuar segurando a bandeira da coragem e seguir a vertente da função social da classe”.

    Em sua fala, Inácio rememorou as funções do advogado de defender a Constituição, a ordem jurídica, os direitos humanos e a justiça social; e de pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas.

    Além do vice-presidente, o delegado, Ronaldo Marinho, a magistrada, Rosalgina Prata Libório, o corregedor-geral do Ministério Público, Carlos Augusto Alcântara Machado, e a professora e coordenadora, Marta Franco, falaram sobre as respectivas carreiras jurídicas do Direito.

    O evento contou com a condução do conselheiro federal da OAB/SE, Maurício Gentil.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)